Campanhas

Campanha AIDS

Na década de 80, a AIDS passou a ser manchete dos jornais brasileiros. Desde então, as taxas de infecção sofreram aumentos e quedas. Atualmente, os números ainda são expressivos, mas as mortes relacionadas à doença caíram quase pela metade. Dados da UNAIDS BRASIL, de 2016, mostram que há mais de 36 milhões de pessoas, entre adultos e crianças, infectados com HIV, vírus causador da AIDS.

Acquired Immune Deficiency Syndrome (AIDS), ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA), é uma doença crônica, sem cura, que se caracteriza pela presença do vírus HIV que causa o enfraquecimento do sistema imunológico, deixando o organismo vulnerável ao aparecimento de doenças que vão de um simples resfriado a infecções mais graves.

Importante ressaltar que a pessoa ter o HIV não significa ter AIDS, pois pode acontecer de o soropositivo não apresentar sintomas, nem desenvolver a doença. Entretanto, pode transmitir o vírus por meio de relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho, durante a gestação e amamentação.

Os sintomas da doença são muito parecidos com os de uma gripe, com febre, mal estar, diarreia prolongada, fraqueza e emagrecimento. O diagnóstico da AIDS é feito com a realização de exame de sangue, para detecção de anticorpos anti-HIV.

Receber a notícia de que está com AIDS já foi uma sentença de morte, mas, hoje em dia, os pacientes recebem medicamentos que permitem viver com qualidade de vida.

Prevenção é fundamental!

:: Use preservativo em todo contato sexual;

:: Não compartilhe seringas;

:: Evite o contato com sangue ou secreções de um indivíduo contaminado;

:: Identifique e trate qualquer doença sexualmente transmissível, pois elas aumentam o risco de contaminação do HIV.

Participe junto com o Seconci-Rio da luta contra a AIDS!