Sem categoria

Construtoras adotam medidas contra Covid-19 nos canteiros

Se há empresas que não intensificaram cuidados de higiene no canteiro — e o Sintraconst-Rio segue na fiscalização –, há também construtoras que têm feito seu dever de casa para proteger o efetivo da obra contra o coronavírus.

Um dos exemplos positivos vem da SIG Engenharia. Tanto na higiene propriamente dita como no distanciamento e aumento da circulação de ar no canteiro, a empresa tem adotado medidas que garantem o andamento da frente de trabalho com os devidos cuidados diante da pandemia.

Algumas medidas são: horário alternado para aumentar o distanciamento entre empregados, fixação de informativos em vários locais do canteiro sobre proteção geral contra o coronavírus, suspensão do controle de ponto no horário de almoço e abertura de novas ventilações próximas a área de alimentação para melhor circulação de ar.

“Com os primeiros casos confirmados no Rio de Janeiro, reunimos a equipe do QSMS e Engenharia de obra para avaliar os processos e locais de maior aglomeração, em seguida a diretoria da SIG através de outros estudos solicitou que as medidas fossem adotadas de imediato e qualquer medida necessária a proteção dos trabalhadores fosse aplicada”, explica Igor Franco, engenheiro da empresa.

Ele explica que nos canteiros da SIG, há um fluxograma de entrada e liberação para acesso ao canteiro. Todos os colaboradores são orientados na entrada e assistidos até a liberação para o café e posteriormente ao ambiente de trabalho.

“Como primeira medida temos o afastamento social (fila com distanciamento mínimo), após, higienização das mãos, em seguida a verificação de temperatura”, conta Igor Franco.

Medidas para conter a entrada da Covid-19 nas obras são fundamentais. Até porque um surto do coronavírus dentro da obra pode ocasionar o fechamento total da frente de trabalho. Trata-se de uma questão de responsabilidade ampla de toda a empresa.

A SIG, por exemplo, aplica solução bactericida e desinfetante com bomba de aplicação em torneiras, sanitários, box, armários, enfermaria, escadas, acesso de obra, refeitório e administração.

Atuação e denúncias

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Sintraconst-Rio tem recebido muitas denúncias de trabalhadores sobre a falta de medidas de higiene nas obras. De bate-pronto, o Sindicato entra em contato com essas empresas para buscar solução devido aos riscos da Covid-19.

Além disso, em conjunto com o Sinduscon-Rio, preparou um protocolo de ações para que os canteiros protejam seus trabalhadores, principalmente os que estão no grupo de risco.

Fonte: Sintraconst-Rio